Conservação e cuidados com os pneus

O pneu é considerado uns dos componentes mais importantes no veículo e requer do condutor cuidados especiais no que concerne sua conservação e durabilidade. Diretamente ligados à segurança e ao custo de transporte, os pneus, em alguns casos, são colocados em segundo plano por condutores mal preparados e descompromissados com a segurança do trânsito. Esta falta de conscientização já se traduziu em sinistros trágicos em que vidas inocentes foram ceifadas. Cabe ao condutor um cuidado maior com estes componentes para a diminuição dos custos de transportes e, principalmente, a preservação da própria vida e a vida dos demais condutores e pedestres. Manter os pneus corretamente calibrados, alinhados e balanceados são o primeiro e mais importante passo para a diminuição das despesas de transporte, pois aumentam sua durabilidade e sobretudo, contribuem para a preservação do meio ambiente.

Recomendações gerais
A primeira recomendação que devemos considerar se refere à pressão dos pneumáticos. A calibragem correta de um pneu melhora o aproveitamento total de vida, levando e consideração também o peso da carga transportada. Uma pressão abaixo do recomendado pelo fabricante pode gerar desgaste acentuado, trincas na área do talão, baixa durabilidade do pneu e aumento no consumo de combustível. A pressão baixa também compromete a carcaça que acaba sendo inviabilizada em uma reforma futura. As causas mais comuns que levam à perda de pressão são válvula sem tampa, emperrada ou seu núcleo emperrado, câmara de ar dilatada, roda oxidada entre outras. Importante que o condutor realize a manutenção das rodas e a verificação das válvulas para se evitar estes problemas relativamente fáceis de solucionar. Devemos considerar também a alta pressão nos pneus. Um pneu com pressão além do recomendado pode perder sua flexibilidade e deixar de amortecer os impactos do pavimento causando danos e rupturas com maior frequência. Um pneu deve ser calibrado ainda frio, pois o calor aumenta a pressão causando equívocos no momento da verificação.

Importante salientarmos que o condutor deve sempre realizar o alinhamento, balanceamento e cambagem dos eixos e rodas de seu veículo. Estas atitudes preservam os pneus, os componentes da suspensão e facilitam a dirigibilidade do veículo. A montagem de um pneu em uma roda com incorreções em seu tamanho pode comprometer a durabilidade e conservação do pneu. Uma montagem inadequada pode gerar fadiga prematura, deformações e perda de ar. Na combinação de pneus duplos o condutor deve sempre utilizar pneus com diâmetro e circunferência idênticos. A diferença nas dimensões pode gerar desgaste excessivo, pois os pneus com maior diâmetro suportarão maior carga e os de menor diâmetro se arrastarão sobre o pavimento. A falta de espaçamento entre a combinação de duplos pode levar a um desgaste excessivo pelo excesso de calor, pois não há folga suficiente para a circulação de ar.

Páginas: 1 2

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


sete − = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>